Zahar

Blog da editora

Entrevista com Cecilia Borgerth, autora de "A festa é sua"

26 de Novembro de 2007
Como foi a seleção para o Guia?
A seleção foi uma mistura de duas coisas: descobertas e contatos acumulados. Descobri coisas surpreendentes, como o chef francês Christian, que há 20 anos encanta a sociedade de Brasília fazendo verdadeiras maravilhas com a culinária local para convidados internacionais. Ao longo dos anos, fui também garimpando profissionais muito bons no ramo de festas, como, por exemplo, Dona Quininha, boleira carioca que passou suas receitas para sua filha Penha, que continua com louvor o trabalho deixado por sua mãe.

Como vê o crescimento do mercado de festas, de quando você começou para hoje?
Há dez anos, ajudando uma amiga a arrumar a sua festa de casamento, percebi que havia um mercado promissor que estava começando a crescer na época. Fiz uma pesquisa de mercado e resolvemos, minha sócia e eu, abrir a empresa A festa é nossa. De lá para cá, o mercado cresceu muito. Quando começamos, tínhamos material para atender uma festa para duzentas pessoas, mas a demanda foi aumentando e nós crescendo junto. Hoje, temos material para atender festas de até seis mil pessoas.

Um guia bem estruturado, com o contato de profissionais qualificados e eficientes é o primeiro passo para o sucesso de um evento?
Claro que um guia com informações corretas e bem estruturado, como é o nosso, ajuda muito ou pode até resolve tudo para o anfitrião, principalmente com o “passo a passo” que temos nos três primeiros capítulos: planejamento, organização e produção, e o capítulo sobre casamento. E, claro, com um índice de mais de dois mil nomes de profissionais o trabalho fica muito mais fácil.
Categorias: Entrevistas