Zahar

R$ 49,90
R$ 19,90

Ficha Técnica

Lançamento: 14/9/2017
Assunto: Literatura
752 páginas
12x17cm
1ª edição
ISBN 9788537816851
Código: Z1617

Os Maias: edição bolso de luxo

Episódios da vida romântica
                
Assunto: Literatura

Obra máxima de Eça de Queirós em edição bolso de luxo pela coleção Clássicos Zahar

Os Maias envolve o leitor na irresistível atmosfera da Lisboa de fins do século XIX. Tendo como protagonistas Carlos Eduardo da Maia e Maria Eduarda, e apresentando outros personagens memoráveis, como João da Ega, Dâmaso Salcede e o casal Gouvarinho, o livro narra a trajetória de três gerações de uma família, a história de um amor impossível e os rumos de um país.

Neste marco da literatura portuguesa, Eça dá vida a um refinado jogo social e compõe um panorama da cultura e dos problemas sociais e políticos do seu tempo, numa prosa limpa, cortante e inigualável.

Esta edição traz o texto integral de Eça de Queirós e uma breve apresentação, tudo isso no padrão de qualidade dos Clássicos Zahar. A versão impressa apresenta ainda capa dura e acabamento de luxo.

Compartilhe

Comentários

Diandra

Parabéns por mais uma edição maravilhosa! Quero saber se vcs irão publicar Dom Casmurro? Estou montando minha coleção das edições de vcs e meu sonho sem duvida é ter todos de Jane Austen Zahar, gostaria de sugerir também Oliver Twist de Dickens, já que não há nenhuma sendo vendida. Pollyana, Heidi, O medico e o monstro, O som e a Furia... enfim, eu quero tudo, rsrs. Mas gostaria que vcs pensassem com carinho.

16 de Setembro de 2017

Zahar

Olá, Diandra! Ficamos felizes que você goste da nossa coleção. Vamos encaminhar as suas sugestões para o nosso conselho editorial.

18 de Setembro de 2017

Roberto Petrúcio

Congratulo-me com essa insigne casa editorial pela publicação desta obra-prima da literatura universal que é "Os Maias", do genial Eça de Queirós, orgulho da língua portuguesa. Já possuo a edição maior da obra, também da Zahar. O Brasil precisa redescobrir os livros de Eça, que eram devoradamente lidos entre nós lá no Século XIX.

14 de Novembro de 2017

Comentar