Zahar

R$ 49,90
R$ 29,90

Ficha Técnica

Lançamento: 28/5/2015
Assunto: Biografia
232 páginas
16x23cm
1ª edição
ISBN 9788537814260
Código: Z1817

Joseph Fouché

Retrato de um homem político
                
Assunto: Biografia

Maquiavel da era moderna, político foi considerado por Balzac um dos personagens mais interessantes da história da França

Com imbatível talento narrativo, Stefan Zweig oferece um perfil psicológico do homem político, investigando essa carreira construída atrás do palco principal e buscando descobrir o segredo de sua força. Capaz de abraçar qualquer ideologia e aceitar qualquer cargo, amoral, urdidor, que traiu a Igreja e todas as instituições da Revolução Francesa, que derrubou, entre outros, Robespierre, Lafayette e até Napoleão. Fouché só não traiu a viciosa e insaciável sede de poder que o colocou no papel do mais abjeto governante da era moderna.

Um único partido mereceu sua lealdade até o fim da vida: o mais forte, o da maioria. Durante o combate, Fouché não definia posição; no final do combate, alinhava-se ao vencedor. Os girondinos caíram, ele ficou; os jacobinos foram expulsos, ele ficou; o Diretório, o Consulado, o Império, o Reinado e outro Império desabaram, e Fouché ficou - sempre disposto a abrir mão de qualquer caráter ou convicção.

Complementa essa edição um afiado posfácio de Alberto Dines, maior especialista em Zweig, que contextualiza o livro e aponta perigosas semelhanças com a atualidade.

Compartilhe

Comentários

Mário Barreto

Que maravilha! Esperei meses, incomodei vocês aqui no site e no Instagram. Muito feliz por poder ler mais um título do Zweig. Espero sinceramente que venham vários outros. Muito obrigado e parabéns pelo trabalho de excelência que vocês estão fazendo.

22 de Maio de 2015

francisco sales...

jOSEPF FOUCHE, Filho de ateus, aos 11 anos virou pra sua mãe e disse: Aqui na França ou pertencemos o Clero ou o Palácio pra viver bem, a senhora e meu pai não pertencem a nenhum poder e nós passamos muitas dificuldades quero ser padre me leve ao seminário: Sua mãe respondeu: Não acreditamos em DEUS somos ateus, não importa vamos fingir que acreditamos, dali pra frente a mãe procurou o BISPO, foi ele batizado com conversão de seus pais ao catolicismo romano, ordenou-se padre mas ele continua ateu, saiu e foi ser professor e conseguiu movimentar uma grande revolução, foi a BASTILHA e lá ARRASTOU O REI E A RAINHA, derrubando a monarquia francesa. Ai nasceu a esquerda contra a direita,guilhotinou as mais expressivas pessoas na França de Danton aos último no governo de Napoleão II onde foi derrotado , exilou-se na Itália onde morreu, consta nos anais da revolução francesa que ele foi o mais contundente assassino de padres e bispos católicos aos moldes do hoje islamismo terrorista que cortam as cabeças de cristãos.

23 de Junho de 2017

Comentar