Zahar

Blog da editora

Destaques da Zahar na Bienal do Livro de São Paulo

29 de Agosto de 2016

A Bienal do Livro de São Paulo acontece até dia 4 de setembro, domingo. Confira 5 livros e 1 autor que você não pode sair da bienal sem conhecer, e dê uma passadinha no nosso estande (D80)!

 

     1. O morro dos ventos uivantes: edição comentada, de Emily Brontë

 

Um dos livros mais importantes da literatura inglesa ganhou uma edição a sua altura. Parte da coleção Clássicos Zahar, a obra-prima de Emily Brontë tem tradução de Adriana Lisboa, 90 notas, apresentação de Rodrigo Lacerda, cronologia de vida e obra de Emily Brontë, e dois textos  para a reedição do livro que ela organizou após a morte da irmã. A versão impressa apresenta capa dura e acabamento de luxo. Um livro indispensável na prateleira de qualquer amante da literatura, e que vai estar com desconto durante a bienal!


2. Sigmund Freud na sua época e em nosso tempo, de Elisabeth Roudinesco

Muito aguardado pelo público brasileiro, o novo livro de Elisabeth Roudinesco vem sido considerado a biografia definitiva do pai da psicanálise. Uma obra fascinante que apresenta um Freud mais humano e, portanto, mais vigoroso do que nunca. Freud surge como um verdadeiro turbilhão: construindo sua época e sendo construído por ela; amando e odiando intensamente; tocando a todos com sua palavra salutar e sua desconstrução das ilusões; decifrando enigmas e transformando os costumes do século XX com um novo saber sobre a sexualidade.

3.            3. O ladrão de casaca: edição bolso de luxode Maurice Leblanc

Um dos maiores clássicos da literatura policial, o livro de Maurice Leblanc  conta as peripécias de Arsène Lupin, um verdadeiro Robin Hood da Belle Époque, que segue suas próprias leis, sempre obedecendo a um código de honra cavalheiresco. Nas nove histórias que compõem o livro, Lupin atormenta seus oponentes, zomba das convenções estabelecidas, ridiculariza a burguesia e ajuda os mais fracos. Imperdível!

4.       4. Babel, de Zygmunt Bauman e Ezio Mauro

O novo livro de Zygmunt Bauman fala sobre o momento em que vivemos, onde nada parece estar em seu lugar no mundo. Em um diálogo com o jornalista Ezio Mauro, Bauman discute como vivemos entre problemas políticos e econômicos de escala global que devem ser solucionados localmente, e uma hiperconectividade que pode dar, através das redes sociais, a sensação ilusória de ativismo e participação política. Vivemos em a Babel.

5.       Alice: edição comentada e ilustrada, de Lewis Carroll

Há 150 anos, Alice entrou na toca atrás do Coelho Branco e nós fomos com ela conhecer o País das Maravilhas.  Alice: edição comentada e ilustrada traz em um único volume, com texto integral e tradução vencedora do Prêmio Jabuti, as duas obras mais emblemáticas de Lewis Carroll: “Alice no País das Maravilhas e Através do espelho e o que Alice encontrou por lá”. O livro também inclui centenas de notas esclarecendo passagens antes nebulosas, trocadilhos de época, enigmas lógicos e referências à vida pessoal do autor, elaboradas por Martin Gardner, um dos maiores especialistas em Carroll. Além de ter todas as incríveis ilustrações originais de John Tenniel, e de esboços recém-descobertos; introdução situando esses clássicos no contexto da Inglaterra vitoriana; bibliografia da obra de Lewis Carroll, enriquecida com edições em português; filmografia elencando adaptações de Alice para o cinema, a televisão e desenhos animados; e um episódio inédito de Através do Espelho: "O Marimbondo de Peruca".

 

6.       6. Leonard Mlodinow 

 

        Sucesso de público e de crítica, Leonard Mlodinow é doutor em física pela Universidade da Califórnia, Berkeley. Já tendo colaborado com Stephen Hawking, é autor dos best-sellers Subliminar O andar do bêbado, em que usa a ciência para falar sobre como o inconsciente molda as nossas escolhas cotidianas e sobre como eventos imprevisíveis determinam, em larga escala, as nossas vidas.

   



        

 
Categorias: Evento