Zahar

Blog da editora

9 livros para quem adora cozinhar

10 de Maio de 2017

No Dia do Cozinheiro, comemorado em 10 de maio, preparamos uma lista com livros de dar água na boca para quem está sempre em busca do prato perfeito. Entre uma receita e outra, histórias saborosas de Paris, Berlim, vilas italianas e dos primórdios da humanidade.

O momento da transformação que deu origem ao gênero Homo, uma das grandes transições na história da vida, brotou do controle do fogo e do advento de refeições cozidas. O cozimento aumentou o valor da comida. Ele mudou nossos corpos, nosso cérebro, nosso uso do tempo e nossas vidas sociais. 

Pegando fogo, de Richard Wranglam

 


 1. Minha cozinha em Paris


 

O livro de David Lebovitz revisita o jeito parisiense de comer. Aliando o clássico e o cool, o autor apresenta novas receitas e ensina pratos que nunca saíram de moda. Além disso, as crônicas que Lebovitz reúne nesse livro belíssimo vão fazer você se sentir na cidade luz.

 

2.       2. Pense no garfo!


 

Bee Wilson mantém uma coluna no Sunday Telegraph e foi finalista do MasterChef inglês. Em Pense no garfo!, ela convida o leitor a uma viagem pela cozinha ao longo dos tempos, revelando a história oculta de objetos cotidianos sobre os quais raramente pensamos - e sua influência sobre o que  e como comemos.

>> Leia um trecho


3.       3. Dicas para cozinhar bem

 

 

O renomado consultor de chefs Harold McGee há mais de 30 anos se dedica aos mistérios e delícias da cozinha. Cozinhar para ele é "uma das atividades mais prazerosas da nossa vida". Com todo esse conhecimento e dedicação, preparou um guia culinário útil e abrangente, que vai da feira à mesa, e virou uma bíblia para todos que querem se aventurar entre fogões, pratos e alimentos mil. O livro parte dos recursos básicos da cozinha (água, despensa e geladeira), e segue explorando os utensílios, tipos de alimento e as principais técnicas culinárias.

>> Leia um trecho

 

 

 

4.       4.  Salada para todos


 

A especialista em cozinha sustentável Jeanne Kelley mostra como a salada pode se tornar uma refeição completa com os ingredientes certos: seja vegetariana, com aves, carnes, peixes ou frutos do mar. O livro traz ainda uma pequena cartilha com dicas práticas sobre como lavar e armazenar corretamente as hortaliças, como plantar uma horta caseira, reutilizar molhos, montar sua despensa e muito mais.

5.       5. Aprendiz de cozinheiro


 

Depois de um divórcio e da crise dos 50 anos, além de ter acabado de escrever a aclamada biografia dos Beatles, o americano Bob Spitz se viu sozinho, sem saber como seguir adiante. Na busca por  um novo caminho, o autor decidiu atravessar o Atlântico e se dedicar a uma paixão antiga: cozinhar. Ele partiu por uma viagem pelas melhores escolas de culinária da França e da Itália, e teve aulas com grandes chefs em pequenas cozinhas domésticas de charmosas vilas do interior e em famosos restaurantes de Paris. Como bom jornalista, conseguiu extrair dos mestres seus mais valiosos segredos, que generosamente divide com o leitor em 25 receitas.

>>  Leia um trecho


6.       6. A cozinha vegetariana para todos


 

Quem torce o nariz para a culinária vegetariana não conhece as receitas que fizeram da inglesa Rose Elliot famosa no mundo inteiro. Com mais de 60 livros de receitas vegetarianas no currículo, A cozinha vegetariana para todos é a versão atualizada e adaptada ao contexto brasileiro de seu maior best-seller. São mais de 550 receitas de sopas, massas de fácil preparo, bolos, tortas, entradas, saladas. Comida saudável e deliciosa para quem é vegetariano, vegano ou simplesmente gosta de fazer pratos saborosos.

>>  Leia um trecho


7.       7. Elementos da culinária de A a Z

  


Se você é um cozinheiro amador ou um profissional que quer refinar e refletir sobre sua técnica, abra um espaço em sua estante para este livro. Nele você encontra oito artigos curtos e mais de 800 verbetes, que não apenas definem e explicam os usos de ingredientes, utensílios e técnicas culinárias como ensinam a pensar sobre eles de modo a obter sempre os melhores resultados.

>>  Leia um trecho


8.       8. Minha cozinha em Berlim

 

 

Essa é uma história sobre amor, amizade, família e... a busca pelo prato perfeito. Luisa Weiss, uma jovem romântica, viajante apaixonada, cidadã itinerante e cozinheira perfeccionista decide jogar sua vida certinha em Nova York, o emprego dos sonhos e o namorado para ir em busca de uma vida nova que traga de volta o gostinho de sua infância em Berlim. Entre uma receita e outra, será impossível não se encantar com a honestidade, as vulnerabilidades e a belíssima escrita de Luisa - e ainda ficar morrendo de vontade de provar a torta de maçã com a massa mais leve de todos os tempos, a melhor salada niçoise do mundo, ou mesmo as surpreendentes endívias refogadas!

>>  Leia um trecho


9.       9. Pegando fogo


 

Para Richard Wranglam, ao contrário do que se pensa desde Darwin, passamos a cozinhar antes de nos tornarmos homens, e nos tornamos homens justamente porque passamos a cozinhar. O autor une áreas diversas para defender a “hipótese do cozimento”. Entre histórias sobre comunidades de dieta crua ou vegetariana, sobreviventes na selva e no mar, o cotidiano alimentar de esquimós, índios brasileiros e aborígenes australianos, ele nos conta sua própria experiência no território selvagem dos chimpanzés - onde viveu com eles e, sobretudo, comeu o que eles comem.

>>  Leia um trecho

 

 

Categorias: Notícias